Shopping se posiciona e define o que fará com segurança que tentou proibir criança de almoçar no local

 

Após a estrondosa repercussão do escândalo envolvendo o segurança de um shopping de Salvador (BA) e uma criança pobre, o estabelecimento comercial emitiu uma nota oficial e decidiu o que fará com o funcionário. Clique aqui e saiba mais sobre o episódio.

O vídeo, que viralizou instantaneamente nas redes sociais e causou forte comoção nos internautas, mostra o preposto do shopping impedindo um cliente de pagar o almoço de uma criança, chegando a puxar o prato de comida para impedir que a operadora de caixa do restaurante entregasse ao menino.

Sobre o ocorrido, o shopping declarou que a atitude do segurança não condiz com o treinamento oferecido aos seus funcionários. Confira a nota oficial:

“O Shopping da Bahia vem a público pedir desculpas pelo ocorrido. A postura adotada não condiz com o treinamento recebido pelos funcionários, tanto que a atitude tomada pelo supervisor de segurança reforça o direito do cliente e o acolhimento com a criança. Reforçamos que nossa operação atua em alinhamento com os órgãos de defesa dos direitos humanos, como o Conselho Tutelar e o Juizado de Menores. O empreendimento reforça ainda que, em seus 42 anos de história, sempre teve orgulho de manter uma relação de proximidade e respeito com seus clientes, valorizando a cultura e o povo da Bahia”.

Reportagem exibida no telejornal local BA TV, da Rede Bahia (Globo), mostrou que o menino tem 12 anos e é vendedor balas. Ele costuma circular pelo local, geralmente acompanhado de seu cunhado, de 14 anos, que também está presente no vídeo.

Nenhum responsável pelo Shopping da Bahia quis se posicionar, mas aos repórteres da emissora afirmaram que o segurança foi afastado de suas funções e passará por um curso de aperfeiçoamento.

O Ministério Público Estadual e o PROCON-BA irão apurar o ocorrido, e o shopping pode ser responsabilizado civil e administrativamente. A Defensoria Pública do Estado da Bahia ofereceu apoio jurídico à criança e sua família.

Comentários no Facebook